Cálculo renal: saiba como tratar

content-image

O cálculo renal, conhecido popularmente como, pedra nos rins, são formações endurecidas nas vias urinárias que resultam no acúmulo de cristais que saem na urina, sendo substâncias como cálcio, oxalato e ácido úrico. Com o tempo, esses cristais se transformam em pedras.

 

No início, sua presença pode passar despercebida, sem sintomas aparentes, mas com algum tempo pode provocar dores fortes, como cólicas que vão das costas até o abdômen. As crises podem vir acompanhadas de náuseas e vômitos.

 

Alguns dos fatores de risco do cálculo renal:

 

- Não beber a quantidade de água indicada todos os dias, principalmente em dias mais quentes;

- Dietas ricas em proteína e sódio;

- Histórico familiar;

- Pessoas que já tiveram pedra nos rins;

- Pessoas com obesidade;

- Pessoas com doenças no trato digestivo como inflamação gastrointestinal e diarreia crônica;

- Outras doenças como hiperparatireoidismo, problemas no trato urinário, acidose, entre outros.

 

 

Sintomas de cálculo renal

 

Quando o cálculo se encontra habitualmente dentro do rim, não costuma causar sintomas. Estes somente incomodaram quando se movimentarem para sair do rim, obstruindo o ureter. Quando isso acontece, pode manifestar dores intensas e outros sintomas como:

 

- Dores na lombar, como cólica;

- Desejo urgente de urinar, mas não expelir muita urina;

- Ardência ao urinar;

- Sangue na urina;

- Náuseas e vômito.

 

 

Diagnóstico e tratamento 


O diagnóstico é feito por meio de raio x do abdômen, ultrassom ou pela urografia excretora, todos devem ser solicitados por um médico urologista. O tipo de tratamento indicado ao paciente irá depender do tamanho e localização da pedra, além dos sintomas apresentados.

 

Quando as pedras são pequenas e os sintomas apresentados são quase inexistentes, o paciente não precisa se submeter a nenhum procedimento invasivo. Nesses casos, as medidas são mais simples, como beber muita água, que irá ajudar a expelir a pedra por meio da urina. Além disso, medicamentos para a dor podem ser receitados.

 

Contudo, quando as pedras são grandes e causam dores fortes ao paciente, o tratamento pode ser diferenciado. Como as pedras maiores não podem ser eliminadas sozinhas, pois causam sangramentos e danos aos rins e no trato urinário, os procedimentos indicados podem ser mais invasivos.

 

O ideal é buscar a ajuda de um médico urologista para o procedimento correto. Lembrando que a prevenção é muito simples, bastando manter uma boa alimentação e beber muita água.

 

Caso sinta algum sinal de problemas nos rins, marque uma consulta agora mesmo na Renovare Urologia. Temos uma equipe de urologistas referência em Brasília. O diagnóstico precoce poderá trazer alguns benefícios, como um tratamento menos invasivo.