O cálculo renal é uma condição muito comum em todo o mundo chegando a acometer 15% da população mundial. Os cálculos podem ser encontrados dentro dos rins (cálices, pelve); no ureter, na bexiga ou ainda na uretra. Os principais fatores de risco para cálculo renal são: sexo masculino, exposição ao calor, baixa ingesta de líquidos, infecção urinária, fator metabólicos e 3ª a 4ª década de vida.


O diagnóstico para o cálculo renal é habitualmente feito com a ultrassonografia do aparelho urinário ou através da tomografia computadorizada do aparelho urinário sem contraste. Atenção, nem todos os cálculos precisarão de tratamento!!!


Com o  desenvolvimento de novas técnicas e o emprego de tecnologias inovadoras tem sido possível realizar tratamento cirúrgico minimamente invasivo através de procedimentos extracorpóreo ( litotripsia extracorpórea), endourológicos (pelo canal da uretra) ou ainda percutâneo onde utiliza-se fibra laser para fragmentar o cálculo.


AFINAL, VOCÊ SABE O QUE É O CÁLCULO RENAL?


A principal causa de formação de cálculo renal é a alta concentração de alguns sais na urina. São quatro tipos existentes: cálculos de cálcio, de cistina, de estruvita e de ácido úrico. Vamos explicar cada um. 


CÁLCULOS DE CÁLCIO


São muito comuns e tendem a ocorrer mais em homens do que em mulheres, geralmente aparecendo por volta dos 20 a 30 anos. Além disso, é preciso  ter ciência que esses cálculos renais podem reaparecer após o tratamento. A formação desses cálculos pode ser originada por algumas doenças de absorção intestinal,, distúrbios metabólicos ou padrão alimentar ruim (rico em sal).  


CÁLCULOS DE ESTRUVITA 


Esses são encontrados principalmente em mulheres que apresentam alguma infecção no trato urinário. Uma complicação importante é a dimensão que esses cálculos podem ter o que pode gerar um prejuízo na função do rim.


CÁLCULOS DE ÁCIDO ÚRICO 


Formados principalmente em pessoas que possuem taxas de ácido úrico elevado, esses cálculos correspondem a 7% do total de cálculos renais tratados. Mais frequentes em homens do que em mulheres e ocorrendo geralmente em pessoas que têm gota, fazem quimioterapia ou têm a dieta rica em proteína. 


CÁLCULOS DE CISTINA 


Estes cálculos aparecem em pessoas que têm cistinúria. Trata-se de uma doença renal hereditária sem preferência por gênero.

 

Procurar o tratamento adequado é importante porque essa patologia é causadora de dor intensa.